Um menino de quatro anos ficou gravemente ferido depois de ser atingido por um tiro acidental, disparado pelo primo de nove anos de idade, em Capanema, no sudoeste do Paraná. De acordo com a Polícia Militar (PM), o caso aconteceu no domingo (30), em uma propriedade rural.

O menino de quatro anos foi atingido na cabeça e foi encaminhado por familiares para o Hospital Sudoeste, em Capanema, em estado grave. Depois, foi levado para a Policlínica, em Pato Branco, também no sudoeste do estado.

A PM informou que o pai do autor do disparo estava praticando tiro com uma carabina de pressão, quando a criança pediu para atirar também. Ainda segundo a polícia, a outra criança passou pela frente quando a arma foi acionada.

Os policiais estiveram no local e apreenderam a arma de pressão. De acordo com a PM, o porte da arma de pressão apreendida é permitido. A Polícia Civil informou que investiga o caso e que o pai da criança que atirou vai ser ouvido.

Jornal de Beltrão

Foi confirmada nesta quinta-feira, 3, a morte cerebral da criança baleada acidentalmente na cabeça no domingo, 30, em Capanema. Fernando, de 4 anos, está in­ternado na UTI de Pato Branco e continua respirando por aparelhos, mas o quadro é considerado irreversível. A informação foi divulgada pela Rádio Celinauta de Pato Branco. O pai da criança estava praticando tiro esportivo com uma carabina de pressão, acompanhado dos filhos de 4 e 9 anos. Ele deu a arma para o menino de 9 anos efetuar um disparo. Neste momento o menino de 4 anos passou na frente da arma e acabou baleado. Ele caiu desacordado. Os policiais foram até a residência onde o pai apresentou uma carabina de pressão calibre 5.5 mm. A arma foi apreendida e entregue na Delegacia de Polícia Civil.

Atualizações da redação

O menino de cinco anos teve óbito confirmado ontem (3) a tarde.