A Polícia Civil deflagrou na manhã desta segunda-feira, a “Operação Hígia”, que apura
crimes de associação criminosa, fraude a licitações, peculato, concussão, corrupção ativa e passiva, falsidade documental e lavagem de dinheiro, envolvendo servidores públicos e empresários dos Municípios de Pato Branco, Clevelândia e Saudade do Iguaçú; e um vereador de Pato Branco. Estão sendo cumpridos pela Polícia Civil do Paraná e Santa Catarina, com o apoio de peritos da Polícia Científica do Estado do Paraná, auditores fiscais do Ministério Público e fiscais do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná, 67 mandados judiciais, sendo nove de prisão temporária, quatro de afastamento temporário das funções públicas e 54 de busca e apreensão domiciliar ou empresarial.
Os respectivos mandados estão sendo cumpridos nos municípios de Pato Branco, Clevelândia, Saudade do Iguaçú e Francisco Beltrão em endereços residenciais, empresariais e órgãos públicos.

O nome da operação reporta-se à mitologia grega. Hígia é a deusa da saúde,
limpeza e sanidade, relacionando-se à Secretaria de Saúde do Município de Pato Branco onde a investigação teve início.

As diligências têm a participação de aproximadamente 180 policiais civis e 50 viaturas do Estado do Paraná e ainda do Estado de Santa Catarina, dois peritos da Polícia Científica do Estado do Paraná, dois auditores do Ministério Público e sete fiscais do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná, que neste momento encontram-se cumprindo os respectivos mandados.

Os detalhes da operação serão repassados em entrevista coletiva que será
realizada na tarde desta segunda-feira, dia 18, às 16h30min, no auditório da 5ª Subdivisão Policial em Pato Branco.

A 5ª Subdivisão Policial comunica que todas as Delegacias de Polícia
subordinadas (Palmas, Clevelândia, São João, Coronel Vivida, Mangueirinha e Chopinzinho permanecerão fechadas nesta data, uma vez que todo o efetivo policial destas unidades policiais foram convocados para a operação policial. A Polícia Civil informa ainda que todas os casos urgentes e graves que porventura vierem a acontecer nesses municípios, com exceção de Palmas que atenderá em regime de plantão, serão atendidos na sede da subdivisão em Pato Branco.

Fonte: Jornal De Beltrão